Tens a arte de sorrir quando o mundo inteiro diz não? Então.

segunda-feira, 14 de julho de 2008

Impressões


Acordei hoje lá pelas dez.
Às 10:10h pra ser mais exata, né mãe? ;)
Um tanto certa da impressão que tive que o dia tinha acabado de recomeçar... Sim, porque quando soou uma hora qualquer em dia de ontem, pra mim era ali que tudo começava. Comecei a sonhar que no céu não tinha mais estrelas.
Que aquele banquinho que eu vi na praça antes de ontem foi arrancado de lá.
Que a areia que ficava amontoada em frente de casa, porque a enchurrada insiste em dizer que lugar de areia depois de chuva é em cima da calçada: também não estava mais lá.
Impressão que tive foi que aquele som todo, até às 0h (porque depois disso normal é meu sono vir), aqui perto de casa: parou de vez.
E o portão de casa, que era vinho, despotado, virou mais uma das coisas estranhas que sumiram e ponto.
Mas a impressão maior foi de me ver assim, encurralada, não de ralo, nem de nada, mas presa mesmo.

___________________________________________________
"Que a chuva caia como uma luva
Um diluvio, um delírio...
Que a chuva traga - alivio imediato...
Que a noite caia de repente caia
Tao demente quanto um raio...
Que a noite traga - alivio imediato"

__________________________

Resolvi acordar depois disto.
E vi que a impressão que tenho é que de sonhos é melhor viver.
Jogar moeda em meu poço de desejos é mais impressionante.
Acertar que cada dia e cada letra são, sim, ainda, esperança.

"A diferença é o que temos em comum".

Vê, benhê?

3 comentários:

devaneiosreais disse...

Pensei que teria visto, mas o que eu vi se foi! hehe

bjo

Amanda disse...

Que lindoooo isso... scritora heim?! rs

Só esse ngócia de acordar 10:0h ficou meio mal explicado, o que vc fez na noite anterior mesmo???

Te amuuuuuu...

bjus =*

Mariza Resplandes disse...

Haha! Nem te conto, manda... rs!

Bjão!

Tbm te amuuu...