Tens a arte de sorrir quando o mundo inteiro diz não? Então.

sábado, 18 de outubro de 2008

O que não se viu.

'Não mais que três semanas
E sempre um sorriso quando lembro:
Foi ano passado.
(Tão correto e tão bonito -
O tempo é realmente um dos deuses mais lindos).

E veio forte a armadilha
Forte como o desempate:
"One-night stends", fotografias,
Ponte-aérea, entrevistas.
O trabalho? Quase férias
E então quase rotina.
As ciladas eram rimas
E a resposta um toca-fitas.

Tenho estado distraído
E até contente e sem juízo.
E mesmo assim sei, por instinto:
Muitos sentem o que eu sinto.
Impacientes e indecisos
Cada um com seus motivos -
Sem trabaho? Sem alívio.
A armadilha é só isso.

É um feitiço tão latino
E essa peguiça é um feitiço:
Um exílio pelo avesso
Que desvia o compromisso'.

Letra inédita de Renato.

E faz falta.
Há quanto tempo eu sinto. Sinto que estar assim, distraído e até contente é bom.
Melhor a certeza do não que a incerteza do talvez.
E talvez eu saiba do que realmente faz falta.
Ou não*.

O fim é incerto, como canta Anitelli.

2 comentários:

Não Somos Apenas Rostinhos Bonitos disse...

Lindo!!!!!!!!!

Mariza disse...

Muito obrigada :)

Por mim e por Renato ;)