Tens a arte de sorrir quando o mundo inteiro diz não? Então.

terça-feira, 4 de março de 2008

Abro a geladeira, tiro tudo.

Ai, eu adoro essa carne.
Adoro essa carne. O arroz. O feijão.
Adoro essa carne, com arroz, com feijão.

E por pouco (ufa!) não me atrapalho na maior trapalhada. :)
Passo, passo, passo, passo, passo, ouço.
Olho, viro (ou viro e olho?) e resolvo investigar.
- Abre bem devagarinho. Sua suspeita era verdade. (falou meu 'tico')
Não tem quando se parece que eu já sabia e você também? Assim.
Era a vasilha de queijo. Da mãe.
Ah! Ai de mim se ela cai.

Abre a porta (é porta né?) bem devagarinho.
- Vai, vai, vai, coloca a outra mão, coisona, pra não cair!
Siigura, siigura... aee! Segurô...

- Pronto.
Pode abrir a porta em paz.
Quionosso jatá seguro.
Nosso queijo.

Se tudo, se todavez se abrisse a porta em paz, o tudo, a toda vez estariam seguros.
Bem devagarinho, vá, abra a porta!

5 comentários:

Valdeline Barros. disse...

Olha que lindo o "Poço dos desejos"!!! \o/

Feliz com teu cantinho cá. :)
Feliz pelo teu carinho lá, emocionei. *-*

Valdeline Barros. disse...

Vou ali abrir a geladeira também... Pera.

Valdeline Barros. disse...

É queu "abro a geladeira pra pensar", saaabe? ;)
Mermo (haha).

Beijo, meniniiinhaaa!

Ricardo Resplandes disse...

oi maninha,

gostei do seu blog

bjus

uma mesnagem meio estranha, rsrs

bjus

amandanrn disse...

Moreeeee...

Que fofo seu blog...
isso sim é sua cara...rsrsrs
não que vc seja fofa (mas vc é um pokim sim =))

E, tenho que confessar... tb abro a geladeira pra pensar... =)

Amuuu vc miga!!! msm na TPM constante...rsrsrsrsrs