Tens a arte de sorrir quando o mundo inteiro diz não? Então.

sábado, 27 de junho de 2009





É tão estranho pensar que alguém que é tão importante pra nós se torna insignificante com o passar do tempo... que estranho olhar pra trás e pensar: "que menina boba eu era, como pude derramar tantas lágrimas por esse aí?!" rs... que coisa mais confusa! Nunca acreditei muito em frases de amor, sempre preferi acreditar que tudo era falsidade... por um lado não sofri sem esperar (mesmo assim "sofria") e por outro posso não ter vivido intensamente coisas que poderiam ter sido legais... frases como "eu te amo" foram raras em meus relacionamentos... mas alguns dias atrás alguém me disse que o bom mesmo era viver aquilo como uma adolescente, ficar apaixonada! viver como se fosse o único amor da minha vida, e sabe que eu acho que ela tinha mesmo razão?! a vida é tão breve, pra que se preocupar se a gente nem sabe o final das coisas?


Vou pensar um pouquinho sobre isso ainda... mas saiba, amor, que você nunca me disse nada que eu não esperasse de um homem...




6 comentários:

Mariza Resplandes disse...

Um dia aprendo a ser assim. Mesmo que você possa pensar que não viveu intensamente, se se sente assim, é porque tentou.
Mas, apesar de tudo, prefiro confiar e ser a boba... rs!

Te amo!!!

Daiane Branbila disse...

Bem...
Eu fico preferindo desconfiar!
Cansei de ser a boba. Antes acreditar que tudo é falsidade, pois dor de amor machuca muito!


Lindo o que postou.
Amo vc*

Amanda Noleto disse...

Obrigada minhas lindas... acho que amo tanto por sermos ao mesmo tempo iguais e tão diferentes...

beijos

Flor de Lys disse...

Putz!
tb vou pensar nisso...
Uma palhinha da Marisa Monte pra ti:
"É como se perder de Deus e eu não quero... eu não quero me perder... eu não quero te perder..."

;)

Amanda Noleto disse...

"...Perdãoo, você!" ela é sempre a mais perfeita mesmo, uma dose de Marisa Monte sempre faz bem...

bjus quiridas s2

Lau disse...

D +. Adorei!!!
"que menina boba eu era, como pude derramar tantas lágrimas por esse aí?!" Belo refrão...da vida "amorosa".rs

Bjs